NR 17 – Ergonomia: entenda mais sobre essa norma

A Norma Regulamentadora 17, conhecida como NR17, é uma norma desenvolvida pelo Ministério do Trabalho para garantir, de modo geral, a saúde e o bem-estar dos trabalhadores em seu ambiente de trabalho.

Para isso, a mesma trata a respeito de temas variados, porém se estabelece, especialmente, a partir da ideia de ergonomia.Contudo, por motivos diversos, há ainda muita discussão e informações não precisas em torno da NR17, causando confusão tanto para os funcionários quanto para os empregadores.

Desse modo, elaboramos o texto a seguir com o intuito de sanar, de uma vez por todas, as principais dúvidas que cercam esse tema. Confira mais a seguir

O que é a NR17 (Norma Regulamentadora 17)?

A Norma Regulamentadora 17, conhecida como NR17, é uma norma que está diretamente associada ao ambiente de trabalho, a segurança dos funcionários e a produtividade. Ela estabelece parâmetros de aspectos relacionados às características físicas e emocionais dos empregados, objetivando o seu conforto.

Desse modo, ela se baseia principalmente na ideia de ergonomia, pois entende-se que a maior parte das doenças e demais prejuízos relacionados ao ambiente de trabalho acontecem devido aos riscos ergonômicos. Estes contribuem para o adoecimento físico e mental dos trabalhadores, sendo um problema que deve ser enfrentado por todos. Contudo, você sabe o que exatamente essa palavra significa?


Leia também o artigo “Alterações na NR 6 e NR 17: sobre ergonomia e nível de iluminância”

Afinal, o que é ergonomia?

Academicamente, a ergonomia é uma área de estudo voltada à pesquisa da relação dos seres humanos com o seu ambiente de trabalho, mais especificamente com as máquinas, que são suas principais ferramentas. Além disso, estuda-se também o ambiente em que esse trabalhador ou trabalhadora está inserido(a), levando em consideração as condições de trabalho como um todo.

Sendo assim, sua compreensão é essencial, pois, reiteramos, a maior parte das doenças laborais estão relacionadas com os riscos ergonômicos.

Como exemplo, podemos citar:

  • o esforço repetitivo;
  • a monotonia (afetando a saúde psíquica);
  • o levantamento de cargas muito pesadas diariamente;
  • passar muito tempo em pé, etc.

Nesse sentido, tudo isso gera um efeito sobre o indivíduo e o que se espera através dessas discussões é promover, nos mais diversos locais de trabalho, um ambiente seguro.

Hoje, isso pode ser feito muito por conta da NR17, que a partir do que foi exposto acima, estabelece parâmetros que possibilitam adaptações específicas nesses espaços.

Cabe, então, comentar que cada organização, com seus gestores e colaboradores, têm as suas próprias necessidades e que as transformações feitas devem entendê-las, ponderá-las.

Ter uma diretriz é muito importante, mas saiba que itens como o barulho, a iluminação e a temperatura, por exemplo, se apresentam de formas diferentes dentro das empresas.

Com isso em mente, a pergunta que fica, portanto, é quem ou que órgão avalia isso tudo.

Para responder essa pergunta, vamos para o ponto seguinte.

O que é a AET?

A AET é uma sigla referente à Análise Ergonômica do Trabalho, que é o processo de fiscalização da ergonomia nesses espaços.

É um dever do empregador proporcionar esse tipo de exame, até mesmo para acompanhar o processo de adaptação de seus funcionários, que deve ser feito por um profissional adequado, como um técnico em segurança do trabalho.

Resumidamente, com a análise de um dia de jornada laboral dentro da empresa, este avaliador irá checar se os procedimentos estão de acordo com o que é estipulado como padrão pela NR17.

Assim, em outros termos, o seu principal papel é fazer cumprir a legislação, implicando, eventualmente, em penalidades tanto para o empregador quanto para o empregado.

A importância da NR17 para o empregador

Finalmente, apesar de parecer que nesse jogo o gestor ou dono do empreendimento está em desvantagem, é preciso compreender que isso não é necessariamente uma verdade.

Isso porque funcionários satisfeitos e saudáveis são mais produtivos, o que é excelente para qualquer tipo de negócio.

Além disso, esse investimento diminui as licenças tiradas por motivo de doenças e o número de processos trabalhistas relacionados a essa área, sendo muito vantajoso.

Outras normas importantes

Sobre esse tema, é importante comentar que a NR17 não é a única norma que preza pelo bem-estar do trabalhador, havendo algumas outras que os empregados e gestores devem conhecer.

A NR7, por exemplo, implanta o Programa de Controle Médico de Saúde Operacional para garantir o acompanhamento do estado de saúde dos funcionários. Além dela, existe a ABNT NBR ISO 45001, que oferece, certificações para quem atende às suas diretrizes. Vale a pena conferir!


Confira também: 5 instrumentos de medição imprescindíveis para a Segurança do Trabalho

Respeitando as Normas Regulamentadoras

Por fim, NR17, bem como as outras Normas Regulamentadoras, é uma ferramenta importante quando pensamos na criação de um lógica laboral realmente saudável e justa para todos. Para cumprir essas normas, conte com o atendimento exclusivo da Instrutemp para a segurança do trabalho! Temos uma equipe especializada no assunto. Fale conosco agora!

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Fale Conosco no WhatsApp