tacômetro-instrutemp

Para que serve um tacômetro?

O tacômetro é, com certeza, um dos instrumentos de medição mais importantes que existem. Sua aplicabilidade na indústria é essencial para o bom funcionamento de máquinas e equipamentos.

Mas a sua importância também pode ser vista em outros equipamentos e máquinas de uso cotidiano, como em carros e motos. Assim, esse equipamento é fundamental para averiguação de características de um circuito.

Para tratar de maneira mais adequada desse assunto, apresentamos o modo de funcionamento desse aparelho e como ele pode ser empregado na indústria e em outros contextos. Confira!

O QUE É O TACÔMETRO? COMO ELE FUNCIONA?

Em linhas gerais, o tacômetro é um dispositivo que serve para fazer a medição da quantidade de rotações por minuto (RPM) de um determinado motor.

Para que se possa calcular número de rotações em volta de um eixo, multiplica-se a unidade de frequência RPM por 1000. 

Ele também pode ser empregado para calcular a quantidade de vibrações ou oscilações de peças. Em outras palavras, ele consegue fazer a aferição e eventos repetitivos em geral, contabilizando-os de maneira precisa.

No que diz respeito à alimentação, esse instrumento consegue se manter em operação mediante uma fonte de 12V.

Atualmente, podem ser encontrados tacômetros analógicos e digitais. A diferença entre eles está na precisão dos dados que apresentam.

O aparelho analógico funciona atrelado a um sensor magnético ligado ao motor. 

O sinal captado por esse sensor pode ser visto mediante a indicação do ponteiro. Esse funcionamento é muito comum em tacômetros presentes em veículos.

Esses dispositivos podem ser encontrados também em aeronaves de diversos tipos, como aviões e helicópteros. Em todos esses casos, ele indica o esforço demandado por um motor.

Já os tacômetros industriais mais utilizados são os elétricos e os mecânicos. Os primeiros medem a velocidade de um eixo através de sistemas elétricos.

De outro modo, os segundos se utilizam de meios mecânicos para estabelecer o número de giros em torno de um eixo.

TIPOS DE TACÔMETROS

Tacômetros elétricos

Eles se utilizam de transdutores que produzem sinais, os quais podem ser digitais ou analógicos.

Os sinais elétricos emitidos são recepcionados pelo display do equipamento, no qual se apresenta a informação medida.

Tacômetros centrífugos

Nesses dispositivos podem ser encontradas molas, as quais são comprimidas por dois pesos atrelados a um eixo que gira. Com eles, pode-se medir velocidades de rotação de até 40000 RPM.

A medida adquirida é percebida por meio do nível de compressão sofrido pela mola. Os tipos centrífugos podem ter transmissão pneumática ou hidráulica.

Tacômetros eletro-óticos

Para captar a velocidade de rotação, esse aparelho conta com sensores fotoelétricos. Eles podem conseguir os valores medidos tanto por métodos de reflexão, quanto pelos de transmissão.

Tacômetros mecânicos

Esse é o tipo mais comumente empregado. Na indústria, esse instrumento é utilizado para medir a velocidade de rotação de peças de máquinas e outros equipamentos.

Ele é constituído por um eixo movente que se fixa ao centro da peça. Ao se mover, esse eixo move diais calibrados mediante algumas engrenagens.

Tacômetros de corrente alternada

A corrente alternada é induzida mediante um rotor composto por um imã. A corrente é marcada por um voltímetro, assim como a quantidade de giros em um eixo.

Tacômetro de corrente contínua

Também chamado de dínamo tacométrico. Nesse caso, a velocidade em RPM de determinado equipamento corresponde à tensão contínua captada pelas escovas do rotor do instrumento.

Da mesma forma como no caso do aparelho de corrente alternada, este também conta com um voltímetro, no qual se lê a informação medida. 

OUTROS TIPOS DE TACÔMETROS

Os tipos mencionados acima estão entre os mais utilizados. Além deles, podemos indicar outros, como os tacômetros de relutância variável.

Com este equipamento, é possível medir a velocidade de rotações por meio de pulsos. Estes correspondem à quantidade de giros sobre determinado eixo.

Há ainda os tacômetros digitais, os quais são conhecidos por sua precisão. Nessa categoria, enquadram-se o tipo pulsátil magnético e o pulsátil ótico.

Este último conta com microprocessadores que potencializam sua capacidade de cálculo. Já os primeiros contam com um eixo que gira dentro de uma bobina.

Também pode ser encontrado no mercado os tacômetros de vigas vibrantes. Estes, como o nome mesmo indica, são constituídos por vigas que medem a frequência rotacional mediante suas oscilações.

Cada uma das vigas oscila de maneira distinta, de modo que a frequência do evento é constatada observando-se qual das vigas reage.

Outro tipo ainda não mencionado é o tacômetro de correntes parasitas, o qual é constituído por um imã que se move dentro de uma estrutura de alumínio.

UM INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO IMPORTANTE

A partir dessas observações, pode-se dizer que esse instrumento é fundamental para verificar o bom funcionamento de máquinas e aparelhos.

Com o tacômetro, é possível ver se um motor ou outro dispositivo está ou não funcionando de maneira adequada.

Você já sabia da importância desse equipamento? Utiliza-se dele no dia-a-dia no chão de fábrica? Conte-nos a sua experiência!

Tags:
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Fale Conosco no WhatsApp