Termovisor: o que é e como escolher o seu

Os termovisores são instrumentos de medição muito importantes para empresas e indústrias. Eles fornecem a leitura de uma grandeza fundamental para a segurança e a eficiência: a temperatura. 

Certamente existem outros instrumentos capazes de medir a mesma grandeza por um preço um pouco menor do que o de um termovisor, mas a riqueza de detalhes e a amplitude de visão desse instrumento de medição é o que o tornam tão requerido pelo mercado. 

Em comparação com o leitor infravermelho, que só consegue medir um ponto específico de temperatura, a imagem térmica gerada pelo termovisor mostra vários pontos de calor em uma escala de temperatura da menor para a maior.

Além disso, o termovisor pode ser requisitado pela impossibilidade de posicionar sensores de temperatura em determinados lugares, como pontos em que haja calor excessivo, alta tensão ou movimento contínuo.

Como funciona um termovisor

A princípio, a operação de um termovisor é simples, semelhante ao leitor infravermelho. Basta apontar o instrumento de medição em direção ao local que necessita ser avaliado.

Então, considerando o tempo de resposta do aparelho e a capacidade de processamento, a imagem térmica do local escolhido será mostrada no visor, juntamente com uma escala de temperatura. 

Assim, é possível ver a amplitude térmica de determinado local e analisar se existe superaquecimento em algum ponto!

O que é a imagem térmica em um termovisor e quais suas vantagens?

Em primeiro lugar, a imagem térmica vinda de uma câmera é um dos atributos do termovisor usados para medir a temperatura, não sendo necessário o contato com o material.

De fato, as imagens térmicas detectam a energia infravermelha que é emitida, transmitida ou refletida por todos os materiais. Então as temperaturas acima de 0 graus Kelvin são convertidas em valor de energia para leitura de temperatura ou termograma.

Mas o que é um termograma? É a imagem térmica exibida pela câmera do objeto alvo de medição que está emitindo, transmitindo ou refletindo a energia infravermelha.

E por que seria melhor optar pelo termovisor com imagem térmica? A resposta é simples. Enquanto os termômetros infravermelhos mostram apenas uma única temperatura de um único ponto, as imagens térmicas proporcionam uma imagem muito mais completa, chegando a 19.600 pontos.

Além disso, a imagem térmica garante um procedimento mais eficaz para encontrar problemas, com uma variedade de aplicações em diversos campos.

Sem dúvida, é mais recomendado usar o termovisor com imagem térmica para medir a temperatura de uma aplicação. Isso porque a imagem térmica é capaz de medir a temperatura das aplicações que sensores convencionais como termômetros infravermelhos não conseguem.

Alguns exemplos são casos em que os objetos se encontram em movimento, como rolos, máquinas, móveis e correias transportadoras ou ainda quando é preciso realizar a medição em que não deva existir contato, devido a risco de contaminação ou por condições perigosas, como alta tensão.

Também é indicado o uso de termovisores com imagem térmica para casos em que a distância é grande e a temperatura é elevada para medidores do tipo termopares ou outros sensores de contato.

Sendo assim, a imagem térmica do termovisor fornece uma imagem que exibe a diferença de temperatura do material avaliado, assim os pontos quentes são vistos de imediato, ao contrário dos infravermelhos tradicionais que calculam a área que está sendo medida.

Não estamos com isso recomendando o abandono total dos medidores infravermelhos tradicionais. Mas é fato que, nas situações descritas acima, os medidores convencionais não irão agregar valor ao seu trabalho. Na verdade, irão impedir de realizá-lo!

Escolhendo um bom termovisor

Para escolher o melhor termovisor para a sua necessidade, é preciso levar em conta qual a finalidade do uso do termovisor. Assim, será possível observar quais configurações do aparelho suprirão suas necessidades.

É preciso atentar-se especialmente a alguns aspectos da câmera de imagem térmica do aparelho.

Dessa maneira, há dois pontos muito importantes da câmera que devem ser considerados antes de comprar um termovisor: 

  • Campo de vista: o tamanho da superfície a ser medida e a distância em relação ao aparelho e ao alvo;
  • Emissividade: a capacidade do aparelho em considerar o tipo de superfície a ser medida, o que o torna mais preciso.

Ainda há outras observações como o tempo de resposta, ambiente, limitações de montagem, porta de visualização ou aplicações de janela e o processamento do sinal requerido. Mas o campo de vista e a emissividade são especialmente importantes. 

No caso do campo de vista, ele será o ângulo de vista no qual o termovisor operará, sendo resultado da ótica da unidade. Portanto, para uma leitura precisa da temperatura, o objeto de medição deve preencher todo o campo de visão do aparelho.

Já a emissividade é definida como a razão existente entre a energia irradiada por um material que está a uma certa temperatura e a energia emitida por um radiador perfeito, também conhecido como corpo negro, que está na mesma temperatura.

O corpo negro possui um fator de emissividade de 1,0. A maioria dos termômetros infravermelhos tem a capacidade de compensar os valores de emissividade diferentes para materiais distintos. 

Assim, quanto maior a emissividade de um objeto, mais simples será a medição exata da temperatura usando o método infravermelho. Por outro lado, quanto mais baixa for a emissividade, mais complexas serão as aplicações.

Além desses fatores, vale ressaltar também a importância da resolução do aparelho. Quanto maior a resolução do detector, melhores serão os resultados da medição. 

Um termovisor com uma câmera de imagem térmica de alta resolução terá maior capacidade de detectar pontos menores em uma superfície ampla. Isso torna a operação mais eficaz e segura, pois possibilita a detecção de pequenos problemas pontuais na operação de grandes equipamentos e redes.

Alguns problemas significativos detectados por uma câmera de imagem térmica de alta resolução poderiam ser facilmente ignorados caso a câmera tivesse menor resolução.

Por exemplo, uma placa de circuito impresso poderia ter um superaquecimento, que talvez passasse despercebido por uma câmera de imagem térmica com uma resolução baixa. No entanto, ao medir a temperatura com uma câmera de imagem térmica de alta resolução, será possível detectar o ponto quente instantaneamente.

Portanto, um termovisor é um excelente equipamento para quem precisa de detecções de segurança amplas e ao mesmo tempo precisas, com fácil visualização.

Com esses pontos em mente, ficará mais fácil escolher o melhor termovisor o seu caso. Sem dúvidas, escolher um termovisor de qualidade é fundamental para uma boa medição. Por isso, é necessário avaliar bem as suas necessidades e as configurações do equipamento desejado.

Como escolher um termovisor com uma câmera de imagem térmica ideal

termovisor camera termica

Antes de mais nada, adquira uma câmera infravermelha com maior resolução e qualidade de detecção de imagem que seu bolso possa comprar!

Inegavelmente, as câmeras infravermelhas possuem uma quantidade inferior de pixels do que as câmeras de luz visível. Assim, devemos prestar bastante atenção quanto à resolução do detector.

De fato, as câmeras infravermelhas de alta resolução medem alvos menores situados a longa distância e criam imagens térmicas mais claras, resultando em medições mais precisas e confiáveis.

Mas é importante saber diferenciar entre a resolução do detector e a resolução do display. Alguns fabricantes exaltam os LCDs de alta resolução e ocultam o detector de baixa resolução.

Por isso, fique esperto porque o detector é o aspecto mais importante no momento de compra do termovisor.

Também é interessante ter um termovisor com um sistema que ofereça uma câmera de luz visível embutida, equipada com lâmpada iluminada e ponteiro a laser.

Dessa forma, as fotos digitais que correspondem à imagem infravermelha ajudarão na documentação de ocorrências e na comunicação do local exato aos responsáveis. Além disso, os marcadores a laser revelam-se claramente em imagens de luz visível.

Portanto, prefira uma câmera que oferece resultados precisos e de maneira constante. As câmeras infravermelhas não exibem só as distinções relacionadas ao calor, mas também permite que essas diferenças sejam medidas.

Para melhores resultados, dê preferência a uma câmera que oferece exatidão de ±2% ou 3,6ºF na medição de diferença de temperatura. Também é recomendável que a câmera tenha ferramentas que aceitem a entrada de valores referentes à emissividade e à temperatura refletida.

Uma câmera com entrada de dados simplificada, ajuste dos parâmetros de emissividade e temperatura refletida permitirá que as medições de temperatura sejam mais precisas quando em campo. 

Além disso, cogite a possibilidade de ter uma câmera infravermelha que armazene e aceite saídas de formatos de arquivo padrão. Por exemplo, muitas câmeras infravermelhas armazenam as imagens em formato proprietário, que só podem ser analisadas por um software especializado. 

Arquivos do tipo JPEG, junto análise completa da temperatura, permitem que tais imagens infravermelhas possam ser enviadas por e-mail tanto para o cliente quanto para os associados sem que as informações sejam perdidas. 

Preste atenção também às câmeras infravermelhas que aceitam a transmissão de vídeo em formato MPEG 4 via USB para computadores e monitores. 

Com o intuito de facilitar o processo, você também pode optar pela utilização de bluetooth e Wi-Fi. Ferramentas mais novas já são capazes de transmitir remotamente os dados de diagnóstico, como umidade, corrente, tensão e resistência para a câmera. Assim, os dados são automaticamente registrados à imagem térmica e incorporados ao formato JPEG radiométrico para atestar os resultados infravermelhos. 

A presença de funcionalidades como Wi-Fi, bluetooth, aplicativos para celulares, a amplitude de troca de correspondência eletrônica, exibição de imagens térmicas infravermelhas e relatórios de inspeções entre localidades são alguns exemplos de como essas ferramentas podem ser poderosas hoje em dia. 

Além disso, não podemos deixar de falar da ergonomia do termovisor. Opte por uma câmera térmica leve, que diminuirá a tensão sobre os ombros e as costas durante as inspeções de tempo mais prolongado. 

Modelos que possuem sistemas de lentes se inclinam em torno de um eixo de 120 graus, o que permite que o operador mantenha a tela de visualização posicionada bem à sua frente. Modelos com botões extras também possibilitam um uso mais adequado do que modelos com apenas um botão para navegar e explorar as opções do menu. Esses botões ficam posicionados de forma intuitiva e oferecem um conforto maior em sua utilização. Alguns modelos oferecem telas integradas e sensíveis ao toque.

Termovisor é com a Instrutemp!

E então, conseguiu entender mais sobre o termovisor? A Instrutemp tem uma linha completa de termovisores, cada um deles adequado à sua necessidade. Fale agora mesmo com a nossa equipe, que vai ajudar você a escolher o modelo mais eficiente para o seu uso. Clique aqui e fale conosco ou conheça a nossa linha.

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Fale Conosco no WhatsApp